domingo, 31 de maio de 2009

sábado, 30 de maio de 2009

Hoje à tarde temos mais uma sessão de artesanato ao vivo com Hermínia Costa

Ao longo da sua actividade como artesã, Hermínia Gaidão Pascoal da Costa tem dado ao tecido o papel principal nos seus trabalhos. Embora inicialmente dirigidos para as crianças, os quais ainda hoje se mantêm, os trabalhos de inspiração regional, foram posteriormente conquistando o seu espaço. O "cotim” e a “chita", tecidos outrora usados no vestuário tradicional alentejano, são agora utilizados em peças actuais, mostrando assim a sua versatilidade.
Do gosto pelo património arqueológico, nasceram as reproduções de placas votivas em xisto.
Peças que reflectem a preocupação pelo rigor e perfeição, características dos seus modelos originais.
Fotografia de taleigo e alforge de Hermínia Costa.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Arte em Pedra e em Tecido na próxima sessão de artesanato ao vivo

A 30 de Maio Hermínia Costa apresenta os seus trabalhos de Arte em Pedra e em Tecido ao vivo no Centro de Artes Tradicionais.
O "cotim” e a “chita", tecidos outrora usados no vestuário tradicional alentejano, são agora utilizados em peças actuais por esta artesã, que mostra assim a sua versatilidade. Do seu gosto pelo património arqueológico, nasceram as reproduções de placas votivas em xisto.
FOTOGRAFIA: Hermínia Costa

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Inauguração da exposição temporária "Artesanato de Nisa - Ponto por Ponto, Pedra por Pedra"

A Presidente da Câmara Municipal de Nisa Dra. Gabriela Tsukamoto, ladeada pelo Vice-Presidente Dr. Domingos Cordeiro e pelo Presidente da Turismo do Alentejo, E.R.T. António Ceia da Silva durante o acto inaugural de ontem à tarde
Várias bordadeiras de Nisa estiveram presentes na inauguração da nova exposição temporária do Centro de Artes Tradicionais e puderam apreciar trabalhos feitos por si ou emprestados por colegas artesãos.

Alentejo de Honra com queijos e doces tradicionais de Nisa

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Hoje é inaugurada mais uma exposição temporária no Cenrtro de Artes Tradicionais

Ponto por Ponto, Pedra por Pedra é o mote para a exposição de Artesanato de Nisa que estará patente no Centro de Artes Tradicionais de 27 de Maio a 29 de Novembro de 2009.
Traços perfeitos em linhas trabalhadas resultam na simbiose da arte singular e amplamente reconhecida do Artesanato de Nisa.
Conheça ponto por ponto, descubra pedra por pedra – deixe-se encantar!

terça-feira, 26 de maio de 2009

Trabalhos de António Bicho

Hoje apresentamos no nosso blogues algumas imagens das peças que António Bicho apresentou na sessão do dia 23 de Maio, onde pode ver a perfeição das mesmas nos pequenos pormenores.
Reprodução do interior de uma casa - o forno Reprodução em miniatura de um carroça em azinho
Peça em azinho feita de um tronco que o artesão criou para fazer um candeeiro

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Exposição temporária: Artesanato de Nisa - Ponto por Ponto, Pedra por Pedra

A nova exposição temporária do Centro de Artes Tradicionais Artesanato de Nisa - Ponto por Ponto, Pedra por Pedra vai estar patente entre 27 de Maio e 29 de Novembro. A partir das 18 horas de quarta-feira venha descobrir a riqueza do artesanato deste concelho do Norte Alentejano!
Até lá a sala das exposições temporária vai estar encerrada ao público para montagem de mais uma actividade deste núcleo museológico.

domingo, 24 de maio de 2009

António Bicho na última Sessão de Artesanato ao Vivo

Este artesão de Cuba quando andava na escola já fazia miniaturas, mas aprendeu a trabalhar a madeira com o seu pai que fazia carros em tamanho real.
Actualmente trabalha na Oficina Caluta, oficina herdada do seu pai na Rua Fonte dos Leões, 19 (telefone 284 412 359) em Cuba, onde executa móveis rústicos, entretendo-se nos tempos livres a fazer miniaturas de alfaias agricolas e reproduções do interior de casas tradicionais.
Na sessão de artesanato em que participou António Bicho trabalhou num quadro esculpindo com a ajuda de goivas a figura de Cristovão Colombo, inspirando-se na estátua existente numa praça de Cuba.

sábado, 23 de maio de 2009

Último dia da exposição "Oficina da Terra - Dez Anos de Sorrisos em Barro"

Inicialmente previsto terminar a 24 de Maio, encerra um dia mais cedo a exposição temporária "Oficina da Terra - Dez Anos de Sorrisos em Barro" por actualmente o Centro de Artes Tradicionais estar encerrado aos domingos.
Avisamos assim os nossos visitantes que hoje é a última oportunidade para conhecer os trabalhos dos jovens artesãos artistas com atelier em Évora - Tiago Cabeça e Magda Ventura.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Amanhã é o último dia da exposição temporária dedicada ao Artesanato Contemporâneo

Se ainda não teve possibilidade de visitar a exposição "Oficina da Terra - Dez Anos de Sorrisos em Barro", não perca os últimos dias desta iniciativa!

quinta-feira, 21 de maio de 2009

António Bicho e as suas miniaturas em madeira no próximo sábado

Dono de uma carpintaria em Cuba, este artesão cria peças em madeira como fornos de pão, mobílias e carros em miniatura, pretendendo um dia organizar um museu com os seus trabalhos.
Venha aprender com António Bicho como se esculpe peças em madeira inspiradas nos tempos de outrora na próxima Sessão de Artesanato ao Vivo, durante a tarde de 23 de Maio.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Como Patrícia Araújo pinta azulejos

No início do mês a pintora de cerâmica Patrícia Araújo participou nas Sessões de Artesanato ao vivo, pintando um pequeno painel de azulejos que seriam posteriomente cozidos e embutidos num tabuleiro de madeira. Como esta jovem artesã teve a amabilidade de nos enviar fotografias do processo final, publica-se hoje no blogue imagens do seu trabalho.

terça-feira, 19 de maio de 2009

Legado do Caixeiro Alentejano em "Há surpresas no Museu"

Ontem de manhã uma sala da creche do Legado do Caixeiro Alentejano veio descobrir "Há Surpresas no Museu" na companhia da Cortiça, da Cerâmica e da Madeira e comemoraram assim o Dia Internacional dos Museus.

No fim da actividade as crianças responderam às educadoras que peças gostaram mais de ver, a talha e o bispote são sempre as mais cotadas!

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Museus e Turismo

Em 2009, o tema proposto pelo ICOM para o dia de hoje - 18 de Maio - Dia Internacional dos Museus é ‘Museus e Turismo’.
Venha com os seus filhos descobrir onde "Há surpresas no Museu" a partir das 10 horas ou então venha com os seus amigos participar nas visitas guiadas marcadas para as 15,16 e 17 horas.
Celebre no Centro de Artes Tradicionais este dia em que ajuda a todos a aprofundar a noção de que os museus, estando ao serviço da sociedade, têm o dever de preservar o património cultural, mas também de encorajar a participação da comunidade, desempenhando ao mesmo tempo o papel de educador e mediador cultural e promovendo, especificamente, um melhor entendimento à volta das questões da protecção de e respeito pelo património cultural, tangível e intangível.
Descubra também a importância do Turismo para estes espaços culturais. Os museus são também um bem cultural em algo que o turista poderá consumir. O turismo cultural é também, antes de mais, uma forma de turismo, que, tal como as outras, envolve o consumo de experiências e produtos.

domingo, 17 de maio de 2009

O porquê de "Museus e Turismo"

Este ano, o Conselho Internacional dos Museus (ICOM) escolheu o tema dos Museus e Turismo para a comemoração do Dia Internacional dos Museus.
Sendo o Centro de Artes Tradicionais o único museu português tutelado por uma Entidade Regional de Turismo - a Turismo do Alentejo, este tema é celebrado por nós com grande entusiasmo.
Por este motivo, aproveitamos esta oportunidade para partilhar no nosso blogue excertos do artigo "Museus e Turismo: que experiências - Breve reflexão"da doutoranda Alexandra Gonçalves, publicado na revista do ICOM Portugal, aprofundado um pouco o porquê desta escolha do Conselho Internacional dos Museus.
Este ano o tema do Dia Internacional dos Museus é “Museus e Turismo”, pelo que se apresenta uma oportunidade histórica para se reflectir sobre o posicionamento e a atitude que tem pautado a relação entre estas duas forças, mas sobretudo, para repensar e determinar um desenvolvimento futuro em conjunto.
A discussão sobre os museus e o turismo parte da noção que existem novos paradigmas emergentes na sociedade, aos quais o museu não poderá ficar indiferente, sobretudo, como forma de potenciar a sua atracção junto do público turista, mas também se pretende afirmar-se como equipamento ao dispor de uma sociedade de informação e de lazer. Consciente dos desafios desta relação, procura-se demonstrar que existem benefícios claros resultantes de uma aproximação entre estas áreas.
As abordagens próximas do território e dos seus recursos tendem a constituir-se como um estímulo à diversidade cultural, assim como, a proximidade espacial entre vários recursos turísticos, culturais e patrimoniais podem potenciar a constituição de clusters nas áreas do turismo e do lazer, afirmando-se como ofertas diferenciadoras dos destinos turísticos. Estas aglomerações de recursos também são boas oportunidades para a construção de economias nas operações destes espaços e equipamentos, que, por sua vez, trazem ganhos de atractividade para o turismo. (...)

O turismo pode dar contributos válidos para a captação de novos públicos, para a valorização das identidades locais, para o financiamento de novos projectos museológicos e actividades, bem como, para as actividades de conservação e restauro, mas também para a revitalização de actividades tradicionais, para a competitividade e a afirmação dos destinos turísticos, para a interacção, experimentação e transformação interpessoal, e por último, para a formação de comunidades próximas dos seus recursos e dos seus territórios.
A partilha de conhecimento entre os museus e o turismo é um elemento crucial para estabelecer a confiança e a compreensão entre os dois sectores. As redes e as parceiras emergem como formas privilegiadas de relacionar os recursos e os equipamentos de um território de forma a conceber propostas inovadoras e atractivas para diferentes públicos.
Os museus devem repensar a sua relação com os seus visitantes; é necessário que o museu se envolva com os visitantes, em relações profundas, com significado, que também tragam valor para os museus e para a sua actividade. Mas não só com os visitantes tem que ser repensadas as suas relações, mas também com a sociedade em geral. O museu sozinho não sobrevive, e o trabalho em rede dos museus é tão importante quanto a cooperação com outras entidades, como é o caso do turismo. Um maior diálogo e cooperação entre estes dois sectores – museus e turismo – traz benefícios para o desenvolvimento de estratégias associadas ao turismo cultural. Citado de:http://www.icom-portugal.org/multimedia/info%20II-4_mar-maio09.pdf (para ler o artigo completo basta clicar no link)

sábado, 16 de maio de 2009

Hoje à tarde temos mais uma sessão de artesanato ao vivo

A artesã Vanda Estriga apresenta esta tarde os seus trabalhos numa demonstração ao vivo, pondendo o visitante do Centro de Artes Tradicionais ficar a saber como se decoram peças com folha de estanho, assim como ver o resultado final de técnicas várias como o decalque ou a técnica plana, desenhos que são posteriormente aplicados em mármore, madeira, loiça de porcelana, vidro ou cristal.
A jovem artesã aprendeu a arte do estanho com uma senhora que lhe mostrou os traços básicos de como trabalhar a folha decorativa do estanho, observando outros artesãos a trabalhar, começou a explorar novos caminhos, criando um artesanato que para si não pode nem deve ser considerado estritamente tradicional, mas sim clássico, neo-clássico e contemporâneo.
Quem desejar conhecer mais sobre esta artesã eborense e os seus trabalhos pode consultar o site http://www.vandaestriga.com/

sexta-feira, 15 de maio de 2009

"Há Surpresas no Museu" de 14 e 15 de Maio

Mais uma semana se passou e o Centro de Artes Tradicionais recebeu mais crianças que descobriram "Há Surpresas nos Museus"! Esta actividade termina na próxima semana e tem tido até à data bastante adesão com a participação de muitos infantários locais.

video

Ontem e hoje, dias 14 e 15 de Maio, as estudantes do curso de Educação de Infância realizaram intervenções pedagógicas com duas salas da creche do Legado do Caixeiro Alentejano, cujas imagens aqui ficam, assim como um pequeno filme com a recepção do grupo e a explicação da cortiça e do sobreiro, baseada nas peças do núcleo "Decoração de Ruas Floridas".

No fim de todas as sessões é oferecido um prato em barro à educadora da sala para que todas as crianças possam nesta peça desenhar a sua mensagem do que viram e do que gostaram mais na sua visita.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

CELEBRE O DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS NO CENTRO DE ARTES TRADICIONAIS

O Centro de Artes Tradicionais comemora o dia 18 de Maio, Dia Internacional dos Museus, através de actividades dirigidas aos mais variados públicos.
O Dia Internacional dos Museus, criado pelo ICOM (Conselho Internacional de Museus) é este ano dedicado ao tema 'Museus e Turismo' com o objectivo de demonstrar como estes espaços culturais podem desenvolver um Turismo Sustentável, além de beneficiar o relacionamento entre as comunidades anfitriãs e os seus visitantes.
Assinalando esta data temos actividades durante todo o dia: às 10 horas "Há Surpresas no Museu" para as crianças dos 3 os 6 anos. À tarde, temos para oferecer visitas guiadas para o público adulto às 15h, 16h e 17h.
A entrada e participação das actividades é gratuita, solicitando-se apenas inscrição prévia.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

PINTURA DE AZULEJO

video

Pequeno filme de Patrícia Lucas a pintar um azulejo durante a sua participação na sessão "Artesanato ao vivo" do passado dia 9 de Maio.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Trabalhos em Estanho na próxima Sessão de Artesanato ao Vivo

Vanda Estriga é uma jovem artesã/artista plástica que se dedica ao estanho desde 2004, aplicando este material em diferentes suportes, tais como tela, madeira, vidro, barro, mármore, acrílico e porcelana. Allguns destes trabalhos estarão expostos durante a tarde de sábado a acompanhar a demonstração desta arte.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Surpresas no Museu de Hoje

Hoje de manhã o Centro de Artes Tradicionais recebeu execpcionalmente a uma segunda-feira uma sala da creche Palmo e Meio, com crianças que estiveram muito atentas à visita e que no fim foram incentivadas a dizer quais as suas peças favoritas!

domingo, 10 de maio de 2009

Azulejos de Patrícia Lucas

Ontem, dia 9 de Maio, Patrícia Lucas, que tirou o curso de cerâmica em Reguengos de Monsaraz, executou um pequeno painel de azulejos durante a tarde em que participou na nossa actividade de Artesanato ao Vivo.
Esta sessão foi divulgada no programa GPS da RFM, pelas 10.30 da manhã.

sábado, 9 de maio de 2009

"Surpresas no Museu" de 7 e 8 de Maio

E como às quintas e sextas-feiras são dias de "Há Surpresas no Museu" na semana passada mais crianças aprenderam como o Centro de Artes Tradicionais preserva ofícios ancestrais!
A 7 de Maio quem nos visitou foi o Centro de Actividades Educativas - na imagem do lado esquerdo - as crianças prestam muita atenção à Madeira a apresentar o núcleo "Móveis de Évora".
Na sexta-feira, 8 de Maio, foi a vez de outra escola pré-escolar participar - a creche Coop. de Berço, também de Évora, na imagem do lado direito, podemos ver o grupo no início da actividade, onde a Madeira apresenta as características do sobreiro.
Como a actividade "Há Surpresas no Museu" tem tido muita procura nas inscrições vai-se realizar excepcionalmente segunda-feira de manhã uma visita guiada para as escolas.
Os pais que quiserem inscrever os seus filhos podem fazê-lo para o dia 18 de Maio. Para mais informaçõe fique atento ao nosso blogue ou contacte-nos para o 266 77 12 12.

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Patrícia Araújo na próxima sessão de Artesanato ao Vivo

No dia 9 de Maio, das 15 às 18 horas estará presente na "Sessão de Artesanato ao Vivo" a jovem artesã Patrícia Araújo que trabalha na loiça decorativa e não só.
Desde 2006 que Patrícia Araújo se dedica à pintura de azulejaria, uma das únicas especialistas da zona de São Pedro do Corval nessa arte.

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Preparação da madeira do castanheiro para cestos

video

O cesteiro Manuel Frutuoso explicou-nos que a madeira para executar os cestos tem de ser previamente preparada. A árvore não pode ter mais de 7 a 8 anos e a madeira tem de ser enterrada para ficar boa para puder trabalhar.

terça-feira, 5 de maio de 2009

Como se faz um fundo de um cesto

video

Pequeno filme do artesão Manuel Frutuoso a começar um cesto com madeira do castanheiro na sessão passada do artesanato ao vivo no Centro de Artes Tradicionais.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

PROGRAMAÇÃO DAS SESSÕES DE ARTESANATO AO VIVO EM MAIO

2 MAIO Manuel Frutuoso Cestaria de Madeira de Castanha 9 MAIO Patrícia Araújo Olaria de São Pedro do Corval 16 MAIO Vanda Estriga Trabalhos em Estanho 23 MAIO António Bicho Miniaturas em Madeira 30 MAIO Hermínia Costa Arte em Pedra e em Tecido

domingo, 3 de maio de 2009

Exposição temporária "Bordados com casca de castanha de Marvão"

Hoje termina a exposição "Bordados com Casca de Castanha de Marvão", estando o Centro de Artes Tradicionais excepcionalmente aberto a um domingo para o efeito.
Esta exposição foi organizada pela Câmara Municipal de Marvão, responsável por um levantamento no concelho de todos os bordados e pela organização de cursos para recuperar esta arte.
O exemplar mais antigo datado que se conhece é de 1912, o que se comprova a existência deste tipo de artesanato dos inícios do século XX. Provavelmente, já se fazia antes deste século, porque houve sempre grande produção de castanha no concelho de Marvão, apesar de não se encontrar documentos escritos a referir estes trabalhos.
A peça mais antiga da exposição "Bordados com Casca de Castanha de Marvão" data de 1933 e obedece ao esquema tradicional - um grande ramo a rodear uma fotografia da pessoa que oferecia o quadro. Também há conhecimento de se colocar num quadro a chave do caixão de um ente familiar falecido.
O bordado é feito com cascas de castanha humedecidas. A artesã passa o desenho do papel vegetal para o pano de linho, borda num bastidor o caule da flor, corta as pétalas à medida e coze-as, fazendo um jogo de cores através de frente e verso da castanha.
No concelho de Marvão só duas bordadeiras fazem este trabalho: A D. Joaquina Coelho, a primeira bordadeira a estar presente nas Sessões de Artesanato ao Vivo, foi pioneira na recuperação desta arte, trabalhando há cerca de 13 anos em part-time.
Com peças da sua autoria nesta exposição, destaca-se um quadro encomendado para o concurso "As 7 maravilhas de Portugal", com a fortificação de Marvão envolta numa moldura de casca de castanha.
A bordadeira Adelaide Martins, polícia municipal de profissão, aprendeu com a D. Joaquina Coelho num curso de formação em 2007, criando novos desenhos.
Não perca a última oportunidade de ver esta exposição temporária!

sábado, 2 de maio de 2009

Amanhã é o último dia da exposição temporária dedicada aos "Bordados de Casca de Castanha"

Amanhã é o último dia em que está patente ao público a exposição temporária do Centro de Artes Tradicionais "Bordados com Casca de Castanha de Marvão". Não perca esta última oportunidade para visitar este artesanato tradicional do norte alentejano.
O Centro de Artes Tradicionais está excepcionalmente aberto neste domingo para possibilitar a todos usufruir esta exposição.

Hoje Artesanato de Cestaria de Madeira de Castanha ao Vivo

A sessão de artesanato ao vivo desta tarde é dedicada à cestaria com madeira de castanha, estando presente o artesão Manuel Frutuoso, de Portalegre.
Cesteiro como o seu pai e avô, este artesão dedica-se a esta arte há 60 anos no Norte do Alentejo, zona rica em castanheiros e onde as senhoras bordam com as cascas de castanha enquanto os homens aproveitam a madeira da árvore para fazer cestos.

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Dia do Trabalhador

Hoje como é Dia do Trabalhador o Centro de Artes Tradicionais está encerrado ao público. Amanhã às 9.30 voltaremos a receber todos os que nos desejarem visitar.
Para celebrar este dia no nosso blogue, destacamos o pormenor de uma peça da nossa exposição temporária "Oficina da Terra - Dez Anos de Sorrisos em Barro" - o Templo Romano, com a representação de várias profissões.